Costa Rica

  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.
  • Santa Teresa / Mal País, Costa Rica.

Costa Rica

Depois de San Blas, chegar a San José na Costa Rica foi um misto de emoções, se por um lado estávamos contentes por voltar a ver sanitas e chuveiros por outro não estávamos preparados para o caos de uma cidade por isso decidimos ir para Santa Teresa, uma zona de praias mais tranquila na península de Nicoya, destino de surfistas e para quem, assim como nós, queria fugir à cidade.

Depois de uma viagem de autocarro e outra de ferry chegamos ao nosso destino.

A praia era grande, a areia branca e fina colava-se ao nosso corpo com facilidade, a água era morna e as palmeiras eram a única companhia que tínhamos na maioria dos dias.

Foi tempo de absorvermos os pequenos detalhes do dia a dia e de os valorizarmos, detalhes como sermos acompanhados por uma família de macacos no caminho para a praia, mostrarmos música portuguesa a outras pessoas, apanharmos conchinhas e búzios na praia para oferecer à minha irmã por parecerem cornos de unicórnio, olhar para o mundo com simplicidade, descomplicar e aproveitar para descansar. Sim descansar porque uma viagem destas, ao contrario do que muita gente pensa, não são umas férias, não é só diversão e coisas boas, também temos essa parte claro, mas na sua maioria é bastante cansativa, bem mais do que fazemos transparecer.

Foi também tempo de repensarmos na viagem, de tomar decisões, de fazer escolhas e de ficarmos em paz com elas.

Sara Teixeira