USA

NEW YORK

  • IMG_7298

NEW YORK

Já todos nós viajamos para Nova Iorque, através de filmes, livros, músicas, anúncios publicitários e de mil outras formas que não controlamos e quando isso acontece corremos o risco de não saber gerir as expectativas e nos desiludirmos. Descansem, tal não acontece com Nova Iorque.

A magia é a mesma que nos livros, a luz, a vida, as cores são as mesmas que nos filmes e a maioria das músicas não lhe fazem justiça.

NYC é um mundo à parte onde cada um é o que é e ninguém é olhado de lado por isso. Na rua vemos desde mulheres nuas, pessoas vestidas de super heróis, homens de fralda a avozinhas todas tatuadas e de cabelo às cores mas, na verdade, o que mais nos surpreendeu foi a simpatia com que a maioria das pessoas nos falou, a simpatia e vontade de ajudar com que se dirigiam a nós quando por vezes nos perdíamos na imensidão que é aquela cidade.

Os edifícios fazem-nos sentir que fomos de alguma forma encolhidos e damos por nós engolidos entre prédios cujo topo não vemos. Estivemos cerca de 6 dias em NYC e ainda que sinta que esprememos esse tempo o melhor que conseguimos sei que muito ficou por viver.

Nós optamos por comprar o The New York Pass de 2 dias (169$ por pessoa) que dá entrada nas principais atracções turísticas da cidade, variam entre museus, edifícios (Empire State Building e Top of the Rock), tours de autocarro pela cidade e de barco (passa pelas pontes e Estátua da Liberdade) e duram cerca de 90 minutos, parque de diversões em Coney Island e inúmeros descontos em refeições e outras actividades (para info mais detalhada consultar site). Fizemos grande parte das ligações entre as coisas a pé mas o metro não é caro e abrange toda a cidade.

Relativamente a refeições, para quem não for esquisito, é possível comer bem em praticamente qualquer zona de NYC e a um custo bastante acessível para o comum mortal. Em média uma refeição fica por 7$, sendo que temos de mencionar o incrível facto de haver menus de 2,75$ por duas fatias de pizza tamanho “Americano”, isto é, realmente grandes, e uma bebida de lata o que nos permitiu poupar em refeições.

Fora o que o bilhete oferece, há uma infinidade de coisas para se ver e fazer, Times Square, Central Park, atravessar a ponte de Brooklyn a pé, passear pela Broadway, Soho, Chinatown, Little Italy, visitar o Memorial do 11 de Setembro e tantas outras coisas que provavelmente me estão a escapar.

Quanto a estadia fomos ficando em casa de amigos de amigos por isso não conseguimos dar um valor aproximado de quanto custa um quarto mas na Internet facilmente poderão tirar as vossas conclusões.

Queremos agradecer ao André que tão generosamente partilhou o seu espaço e tempo connosco, nos aconselhou e nos mostrou a fantástica cerveja que lá se bebe e à Isabel e ao Rui que nos permitiram prolongar por mais um dia a nossa visita à cidade e igualmente se mostraram hospitaleiros e de uma simpatia imensa que nos fez sentir em casa. A eles o nosso muito obrigado.

Sara Teixeira